Implantodent - Orientações

DOR OROFACIAL E DISFUNÇÃO TEMPORO-MANDIBULAR

Você tem dor freqüente (crônica) na boca, face, cabeça ou pescoço?

A Dor faz parte de um sistema de alarme do nosso organismo, que nos avisa quando algo está errado. Pode ser de curta (aguda) ou longa duração (crônica). Geralmente as dores agudas são facilmente identificadas e tratadas, o que nem sempre ocorre com as dores crônicas.

O que é ATM?

ATM significa articulação temporomandibular, que é a articulação entre a mandíbula e o crânio. Portanto temos duas ATM, cada uma localizada na região anterior à orelha. Elas participam dos movimentos mandibulares por meio da ação de diversos músculos da face, da cabeça e do pescoço, permitindo os movimentos de abertura e fechamento da boca como também os complexos movimentos mandibulares que são realizados durante mastigação, deglutição fala etc.

O que é Disfunção Temporo-Mandibular (DTM)?

DTM é um termo genérico que se refere a anormalidade dos músculos da mastigação, da ATM, ou de ambos, as quais causam disfunção na mandíbula. Uma das queixas mais freqüentes das DTM é dor que pode ser em face, ouvido, fundo dos olhos, cabeça ou pescoço. Ela afeta milhares de pessoas, de qualquer idade, sexo ou raça, embora acometa principalmente mulheres na idade adulta. Pode estar presente quando houver algum dos seguintes sintomas:

* Dificuldade ou limitação para abrir, fechar ou movimentar a boca.
* Dor associada a ruído durante os movimentos da mandíbula (abrir, fechar, falar, mastigar, etc).
* Travamento de boca, seja impedido sua abertura, fechamento ou movimento.
* Dores na face e/ou na cabeça e/ou pescoço.
* Alterações dos movimentos da boca.
* Cansaço facial ao acordar ou durante os movimentos da boca. (falar, mastigar, cantar, abrir, fechar) etc.
* Dor durante a mastigação, principalmente com alimentos que exigem mais esforço.
* Dor de dente em que não se encontram causas convencionais, como cáries ou doenças gengivais.

Então, entenda o que é Dor Orofacial.
Dor Orofacial refere-se as dores originadas nas estruturas faciais. Portanto, existem múltiplas causas principais de Dor Orofacial:neurológicas, otorrinolaringológicas, oftalmológicas e odontológicas.
As causas odontológicas são muito freqüentes e nem sempre investigadas. Entretanto, o cirurgião dentista é indispensável no processo diagnóstico e tratamento de pacientes com essas queixas.
As causa odontológicas originam-se não só nos dentes e gengivas, mas também nos ossos maxilares, músculos da mastigação, nervos cranianos, língua e nas articulações temporomandibulares (ATM).
Os estudos mostram que a dor de dente é a dor aguda mais comum das dores orofaciais, enquanto as Disfunções Temporomandibulares (DTM) são causas mais comuns de dores crônicas orofaciais. Estudos epidemiológicos mostram que há uma grande incidência de DTM na população.

Lembre-se: DTM são as principais causas de dor crônica da face e de dor de cabeça crônica de origem facial.

Outras doenças que podem causar DTM.

É de fundamental importância lembrar que DTM e dor na face também podem ser sintomas de doenças sistêmicas tais como: artrite reumatóide, fibromialgia, câncer e diabetes, entre outras.
Portanto, nas dores orofaciais em geral, mas particularmente naquelas que são persistentes ou que não melhoram com os tratamentos, é necessária a investigação minuciosa, a fim de descartar a presença de outras doenças, algumas raras.
Felizmente a maioria das DTM é de origem benigna, todavia, uma minoria pode ser de origem de tumores malignos ou devido a doenças graves, e não deveriam ser desprezadas.

Qual profissional deve procurar?

"Disfunção Temporo-Mandibular e Dor Orofacial"
é uma especialidade da Odontologia e portanto, o cirurgião-dentista contribui e participa ativamente na avaliação de queixas de dorfacial, dor de cabeça ou dor no pescoço. Dependendo da origem do problema, o tratamento pode ser exclusivamente de responsabilidade do cirurgião-dentista ou multiprofissional.

Fatores associados a DTM:
* Apertamento dentário ou ranger dos dentes (bruxismo)
* Morder objetos
* Roer unhas
* Mascar chicetes
* Má postura
* Estresse emocional
* Exixtência de dores crônicas em outras partes do organismo
* Algumas DTM podem estar associadas a anormalidade no encaixe dos dentes

Como são feitos os tratamentos?

Os tratamentos variam de acordo como o tipo de Dor Orofacial e sua complexidade. Nas dores crônicas o tratamento pode ser prolongado, havendo necessidade de acompanhar o paciente. Assim a abordagem pode ser uni ou multidisciplinar. Eis alguns exemplos de opções terapêuticas:

* Placas miorrelaxantes, que são aparelhos de uso bucal
* Métodos de terapia física (calor, ultrassom, tens, etc.)
* Mudanças de hábitos
* Acupuntura
* Medicamentos
* Cirurgia em casos específicos

Os pacientes com dor crônica também podem apresentar alterações psicológicas ou psiquiátricas associadas, como depressão e ansiedade. Estas podem também exigir tratamento especializado. O mesmo ocorre em relação a distúrbios do sono. Quando, além de DTM o paciente apresentar outras dores na região cabeça e pescoço, como enxaqueca ou cefaléia tipo-tensão, cervicalgias, todas elas devem ser adequadamente diagnosticadas e tratadas para o controle total da dor.